Paulaner Hefe-Weissbier

A cerveja da semana traz um ingrediente ainda controverso no mundo cervejeiro, o trigo. Apesar de bastante consolidado, o trigo é considerado por muitos um aditivo, ou seja, chega a ser tão desprezado quanto o milho ou o arroz. Em contrapartida, muitos apreciam seu sabor, inclusive preferindo cervejas de trigo do que cervejas puro malte.

A Paulaner já foi independente, mas hoje pertence à megacervejaria Heineken N. V. Em Munique, na Alemanha, a cervejaria detém um famoso biergarden, onde são servidas diversas variedades da marca, inclusive a weissbier. Além dela, são conhecidas também a pilsner e a dunkel.

A weissbier recebe a classificação 15A do Larousse da Cerveja, uma categoria que abrange também outras maltagens do trigo e cervejas de centeio. As leis alemãs exigem pelo menos 50% de malte de trigo para que uma cerveja seja considerada Weiss, sendo o restante de cevada. Normalmente, não são filtradas, o que resulta em uma certa turbidez. E o prefixo Hefe significa que ainda há uma certa quantidade de levedura na garrafa, o que produz alguma fermentação, além da turbidez.

Para os alemães, as weissbiers são cervejas leves, podendo serem servidas inclusive nos desjejuns. Sua graduação alcoólica é relativamente baixa e o trigo garante certa suavidade no sabor. Se a cerveja é o pão líquido, as weissbiers são os pães de forma, com harmonização bastante eclética.

Justamente por essa abertura, juntamos um tema que nos agrada, mas que normalmente não é relacionado à cerveja: nerds. E é este o assunto do podcast, nerds e cerveja! Portanto, deixe seu MMORPG de lado um instante e comente o que você acha disso!