A cerveja na história

O podcast só sai na sexta. Enquanto isso, cabem algumas complementações do tema. O Bila fala mais sobre o Código de Hamurabi e como a cerveja aparece nele, mas é curioso perceber que a bebida esteve presente em diversos momentos históricos e foi registrada das mais diferentes formas.

São várias as referências em leis, decretos e escrituras, como na Tábua de Blau e em diversos momentos do Império Romano. A cerveja foi tão importante social e econômicamente que foi responsável por controles econômicos, como congelamento de preços e pagamento de salários. Também definiu alguns conceitos de uso do solo quando, por exemplo, o imperador proibiu a plantação de vinhas em terrenos onde a plantação de grãos fosse viável.

Isso acontece também porque a cerveja, ainda nos primórdios de sua fabricação, sempre foi considerada uma espécie de pão líquido! O processo é basicamente o mesmo: grãos, água e fermentação. É importante lembrar que a introdução do lúpulo só veio no fim da idade média e processos de clarificação somente no século XIX.

É claro que hoje a cerveja se distanciou bastante daqueles processos iniciais, mas continua sendo a principal bebida alcoólica do mundo.