Às Mulheres, Cerveja!

No Dia Internacional da Mulher, o Cerveja CSAC homenageia as mulheres lembrando uma de suas milhões de invenções: a cerveja!

Não é novidade pra ninguém, as mulheres são responsáveis pela criação da bebida alcoólica mais consumida e adorada do mundo, a nossa querida cerveja. E para lembrar esse dia tão especial, resolvi relembrar alguns momentos e fatos delas no mundo cervejeiro.

Mulheres e cerveja, sim!
Mulheres e cerveja, sim!

Na história da cerveja, temos inúmeras mulheres anônimas que desenvolveram receitas e criaram cervejas ao longo de séculos, principalmente como complemento à alimentação da casa. Ainda que lembremos de mosteiros e abadias que fabricavam cervejas, nas casas e vilas elas é que eram responsáveis por essa tarefa, usando, inclusive, o líquido como moeda de troca para obter outros bens e alimentos. Em algum momento, a cerveja chegou à indústria, afastando a produção das casas.

Vieram tempos nebulosos, onde cerveja artesanal era mais um mito que uma realidade. Quando a produção caseira e a produção pequena retornaram, voltamos a ver nomes femininos se destacando. São proprietárias, mestres cervejeiras, pesquisadoras, professoras, palestrantes, sommelier, especialistas. A lista é gigante.

Aqui no site mesmo já tivemos algumas participações, como a Lisa Torrano, do Cerveja Artesanal São Paulo, que esteve presente em dois podcasts, um falando sobre Homebrew e outro comentado sobre sua receita de Stout, no Cerveja Feita em Casa.

No mundo acadêmico, comentamos sobre a importante pesquisa da Gabriela Gontijo Montandon e sua busca pela levedura brasileira. Também acompanhamos um pouco do trabalho da Kátia Jorge, em sua palestra no Degusta Beer.

Não podemos esquecer do primeiro brasileiro premiado em um concurso internacional de sommelier, uma mulher! Tatiana Spogis deu um banho nos concorrentes e uma aula sobre degustação de cerveja, o que lhe rendeu um lugar no pódio.

Quem acompanha o mundo dos cursos se depara com cada vez mais nomes femininos entre os discentes. Nomes como Kathia Zannata, Carolina Oda, Amanda Felipe Reitenbach, Cilene Saorin são alguns exemplos. E a lista não para de crescer.

Não posso esquecer das interwebs! As meninas da Maria Cevada trazem sempre ótimas postagens do mundo cervejeiro, assim como as Lupulinas e a Cerveja Esmalte. Tem o instagram da Cervejeira Nerd. Tem o Twitter das Meninas no Boteco. Tem a Fabiana Arreguy no Pão e Cerveja! E tem muito mais!

Eu sei que é muito pouco para homenagear quem faz tanto e quase não é reconhecida. Nem mesmo que fizesse uma postagem por dia sobre uma mulher fundamental no mundo da cerveja seria suficiente para evidenciar tamanha importância das mulheres nesse meio.

NOTA: Agora, é uma pena você procurar no Google Imagens por Cerveja Mulher e só encontrar aquelas propagandas clássicas de mulheres de biquíni segurando copos de cerveja. Ainda bem que é outro resultado quando procuramos por Mulher Cervejeira!