Que a saga comece: Sommelier de Cerveja

Agregar conhecimento, aprimorar os sentidos e expandir as análises. Tudo isso e muito mais no curso de Sommelier de Cerveja!

Um dia acontece. Todo blog que se preze passa por um momento em que retorna às origens e conta sua trajetória. Esse ano completamos cinco anos de existência e temos uma bela coleção de cervejas, assuntos, histórias, avaliações e afins. Mas algo estava faltando. Talvez um detalhe para alguns, mas muito importante para outros. Faltava um curso de Sommelier de Cerveja.

Estilo, aroma, aparência, sabor, sensação, conjunto, história. É o que se espera de um Sommelier de Cerveja!

Minha história começa em 2004. Eu e alguns amigos gostávamos de ir ao já extinto Tortula, um bar/padaria/lanchonete/restaurante/empório que carregou por um período a marca de local com o maior número de rótulos de cerveja. Chopp Eisenbahn, Weiss alemãs desconhecidas, estilos que nunca nem tinha imaginado eram o núcleo de um lugar que maravilhava.

Entre 2004 e 2012 posso estimar que tenha provado cerca de 50 a 70 rótulos, a maioria comprados e degustados no próprio Tortulla. Uma Erdinger aqui, uma Lust ali, algumas reuniões onde íamos ao mercado e comprávamos alguns dos rótulos desconhecidos, e era uma explosão de sensações a cada rodada de novas cervejas.

O divisor de águas

Mas algo mudou no último ano daquele período: eu, Bila e Fafá resolvemos assinar um clube de degustação. Nesse momento descobrimos que aquilo que vimos até a primeira caixa do clube chegar era apenas a ponta do iceberg, a porta de entrada para um mundo novo. A cada edição, países nunca antes imaginados. Turquia, Síria, França (que não vive só de vinho), Itália (o mesmo). A cada revista, lúpulos, maltes, histórias.

Passamos, então, a devorar informações sobre cervejas e cervejarias. Processos, ingredientes, rótulos, copos, tudo o que estivesse em nossa esfera de curiosidade. Acabamos por envolver o Yuri e o Zi nessa brincadeira e, em 2013, fizemos o curso de fabricação de cerveja caseira. Ah, a cerveja caseira! Que maravilhas ela esconde, que prazeres ela revela. Hoje percebo que foi um divisor de águas.

Começamos, então, a nos especializar. A mim coube aprofundar os conhecimentos sobre a fabricação. Nesse ponto, já passávamos dos 150 rótulos cada. No meu caso, mais de 200. Fiz, então, o curso de decocção e brassagem avançada, o que abriu ainda mais minha cabeça para novos sabores, novas experiências. E aqui cabe um paralelo interessante, não há como separar fabricação de degustação.

Você entende melhor o resultado da cerveja quando você compreende o processo para fabrica-la. Saber quais os lúpulos, quais os maltes. a influência da maturação faz a diferença. De 2014 pra cá somei alguns rótulos à lista, posso dizer tranquilamente que já passo dos 550. Poucos comparados com grandes bebedores, como o Lukita ou o Carlos Veio, fato. Mas já é uma bagagem.

O problema foi quando me deparei com uma barreira nova e cada vez mais recorrente. Percebo sabores e aromas que não sei classificar. Estão ali, até me trazem alguma lembrança e chego a dar nomes a essas notas, mas sinto que não foi uma experiência completa. Pesquiso, leio, escuto, converso. Algo ainda falta.

Novos caminhos

Foi então que resolvi dar mais um passo nessa jornada. Em março deste ano inicio o curso de Sommelier de Cerveja com a mala vazia para novos conhecimentos. Minha esperança não reside em completar o que falta, até porque sei que sempre faltará alguma coisa e é essa falta que me estimula a ir atrás. Na verdade, espero poder aproveitar ao máximo a experiência, aprender novo conteúdos, saborear novas sensações.

Talvez seja ingênuo da minha parte acreditar que as impressões que me faltam estejam lá, rotuladas e carimbadas para o meu conhecimento. Mas seria tolo pensar que não há nada novo a se aprender e que o diploma fará alguma diferença. Não, isso seria um erro gigantesco.

Mas chega de sentimentalismos! Vamos falar sobre o que te espera em breve. Minha ideia é simples, ir postando a minha experiência com o curso. Não vou prometer frequências ou número de postagens, mas posso prometer que minha vivência será compartilhada com você. Assim sendo, seja bem vindo ao curso de Sommelier de Cereja!