Ser Sommelier S6D3 – Empório Alto dos Pinheiros

Na segunda aula externa, visitamos o Empório Alto dos Pinheiros, o EAP!

Aula externa no Empório Alto dos Pinheiros, o EAP!

Para encerrar a sexta semana e também o primeiro módulo do curso, fomos ao Empório Alto dos Pinheiros, mais conhecido pela sigla EAP. Um lugar impressionante, com mais de 650 rótulos organizados em prateleiras e geladeiras, além de 44 torneiras de chope. Com essa variedade e com a rotatividade de barris, o estabelecimento foi um ótimo exemplo de como é complexa a rotina de um lugar como esse.

Conhecemos parte do sistema que alimenta as torneiras, vimos algumas válvulas de chope e acompanhamos o serviço de 4 cervejas diferentes em seus respectivos copos, uma de cada escola. Na prática, pudemos acompanhar uma rotina diferente, típica de quem trabalha com o setor de bares e restaurantes. No EAP ainda tem o desafio de conhecer boa parte dos rótulos disponíveis e oferecer ao cliente algo que ele queira tomar.

Completam a casa um cardápio com pratos variados, televisores sintonizados em canais de esporte e um ambiente bem movimentado e agradável. Com o lançamento de novas cervejas (e cervejarias) praticamente diário, há sempre uma novidade, seja no tap, seja na geladeira.

Degustação

O esquema criado na Goose Island Brewhouse foi repetido no Empório Alto dos Pinheiros. Assim, todo mundo acabou tomando um pouco de tudo daquilo que foi comprado. Não vou arriscar dizer quantos ou quais os estilos que provamos durante a noite, mas posso deixar aqui os quatro serviços de copo e ainda algumas citações curiosas. Tivemos, então, uma IPA, uma Witbier lupulada, uma Sour IPA e uma Strong Scotch Ale.

Serviço de copo em pint inglês. Não está até a “boca” porque já tinha uns goles a menos!

Das cervejas que merecem citação, incluo duas Sours da Treze, a com madeira de jaqueira e a com madeira de sassafrás, além de uma Barleywine sensacional da Tupiniquim. Mas teve Black IPA, Red Ale, Sour a rodo, Dunkleweizen, German Pils e tantas outras. Foram tantos estilos e rótulos que eu não me arrisquei a guardar tudo. O importante é que provamos várias cervejas diferentes de estilos que vimos em aula e pudemos alimentar nosso banco de notas sensoriais.

Total de degustações: 132 + X (as 7 que eu citei mais um número desconhecido de outras degustações)

Nota: Estou tentando publicar essa postagem desde sexta, mas cada hora tem um problema diferente. A ideia era ter uma galeria com algumas das fotos que tirei lá, mas nem forçando por FTP elas não apareceram. Sim, preciso revisar o site. Sim, farei isso em breve. Fique ligado!