Ser Sommelier S7D1 – Prova!

De que vale um curso de especialização sem prova?

Em dia de prova, o pessoal se aglomera pra revisar o conteúdo! – Por Wilson Carraro

Chegou o dia da tão esperada prova. Faz parte da rotina de qualquer curso com intuito profissionalizante a realização de provas, trabalhos ou outras formas de avaliação. No nosso caso, serão três: a prova teórica e prática (realizada nessa aula), um trabalho em grupo (a ser entregue no penúltimo dia) e uma avaliação de serviço (no último dia do curso). A ideia é poder avaliar a formação como um todo, dos conhecimentos à rotina de trabalho.

A prova se dividiu em duas etapas, ambas realizadas ontem, uma teórica e uma prática. Na parte teórica, os assuntos foram tratados como em sala, de maneira muito direta. Os mais desatentos podem ter sofrido um pouco por conta das mudanças de palavras, termos ou características. Uma sequência V/F bastante detalhista e uma questão sobre copos, relacionando nomes e estilos. Em resumo, a parte teórica não foi fácil, mas não complicou a vida de ninguém. Estava a altura dos alunos.

Já a parte prática exigiu um pouco mais do pessoal. É fato que o Riccelli tinha dito que as cervejas seriam fiéis aos seus respectivos estilos e seriam diretas, sem pegadinhas. E elas estavam realmente bem diretas. Mas é fato que os estilos se sobrepõem e podemos nos confundir se encontramos uma nota dúbia ou deixamos de encontrar uma nota fundamental para determinado estilo. Excluindo os absurdos (chamar Pilsner de Stout), é possível ir bem na análise e errar parcialmente o estilo, ou mesmo o contrário.

Degustação

A revelação das cervejas só acontece na aula seguinte, ou seja, você (e eu) só vai saber na postagem S7D2. De qualquer maneira, acredito que fui bem em algumas amostras, mas devo ter errado bastante em, pelo menos, duas. A julgar pelo debate que se deu após a prova com alguns dos alunos, muitos concordaram nas amostras 2 e 3 em notas e estilos muito distantes da minha análise. Acho pouco provável que eu esteja certo e eles errados.

Mas foi uma boa oportunidade para avaliar as capacidades de cada um. As dicas dadas durante a prova foram interessantes, praticamente uma faca de dois gumes. Algumas pessoas mudaram o estilo de sua análise sensorial por não ter uma das escolas listadas ainda. A análise inteira gritando um estilo específico e o cara se viu obrigado a colocar um estilo próximo, porém de outra escola, só para concordar com a dica passada.

No entanto, não há motivos para sofrer ou se desesperar. Ainda teremos outras duas possibilidades para nos recuperarmos e concluirmos o curso com mérito e conhecimento. Afinal, o que realmente importa é sair de lá preparado para atuar no mercado e manter o ritmo dos estudos. Nesse sentido, algo que deve nos ajudar muito, e que já se desenha, são as confrarias. Mas esse é um assunto para uma postagem pós curso.

Error: Access Token is not valid or has expired. Feed will not update.
This error message is only visible to WordPress admins

There's an issue with the Instagram Access Token that you are using. Please obtain a new Access Token on the plugin's Settings page.
If you continue to have an issue with your Access Token then please see this FAQ for more information.