Descobrimento do Brasil

O dia 22 de abril é lembrado por celebrar a data da chegada dos portugueses ao nosso litoral. E se nós aproveitarmos o tema Descobrimento do Brasil para redescobrirmos a cerveja?

Não é novidade para ninguém que a data do Descobrimento do Brasil é uma mera formalidade. Ninguém, em sã consciência, envia uma frota daquelas para o desconhecido. Claro que não. A chegada dos portugueses foi muito mais uma “mijada na árvore” que uma missão de reconhecimento. Mas isso não significa que não possamos utilizar a data dentro do nosso universo cervejeiro!

Aproveite o Descobrimento do Brasil e redescubra as cervejas brasileiras!
Aproveite o Descobrimento do Brasil e redescubra as cervejas brasileiras!

Muita gente acaba desmerecendo as cervejas brasileiras por ter tido, no passado, uma experiência ruim, ou mesmo por desconhecimento e preconceito. Aproveite a data e redescubra as cervejas brasileiras! De caseiras a grandes cervejarias, aqui se faz sim cerveja boa.

Vamos começar pelas mais famosas: a Wäls foi premiada recentemente no mundial da cerveja, inclusive com medalha de ouro na categoria Dubbel. A Colorado é outra cervejaria que vem ganhando destaque internacional e acumulando prêmios. E não podemos esquecer da gigante micro Bamberg, com sua infinidade de prêmios!

Algumas buscam estilos mais consolidados para inovar na qualidade, como a Karavelle e a Eisenbahn. Outras buscam receitas únicas, como a Bodebrown, a Coruja e a Amazon Beer. Algumas já são tradicionais, como a Bierland e a DaDo Bier. Outras estão chegando agora, como a Urbana.

E não se deixe levar pelas marcas nas gôndolas do mercado! Aproveite suas viagens para conhecer o que as cidades brasileiras tem a oferecer! Cervejarias ainda em desenvolvimento, outras já bem consolidadas, espalhadas por todo o país. Veja alguns exemplos:

  • São Paulo: na maior cidade do país, o que não falta são cervejarias e brewpubs estourando pelos cantos. A Nacional e a Urbana são exemplos desse movimento;
  • Curitiba: além de ser sede da Bodebrown, a cidade ainda hospeda outras, como a Madalosso e a Becke Bier. No estado do Paraná como um todo, ainda temos a Way e a OPA como cervejarias de destaque;
  • Porto Alegre: em um mesmo bairro, diversas microcervejarias estão de portas abertas para quem quiser conhecer. A DaDo Bier é uma das mais tradicionais;
  • Blumenau: a terra da Oktober não poderia ficar de fora! Além de ser a antiga sede da Eisenbahn, diversas cervejarias se formaram na região, como a Bierland;
  • Paraty: a histórica cidade também traz o seu sabor para a mesa com a Caborê;
  • Interior Paulista: basta uma rápida olhada para encontrar a Colorado, a Karavelle, a HZB, a Cevada Pura, Dama, Bamberg, Baden Baden, Burgmann, Invicta e tantas outras;
  • Rio de Janeiro (estado): a região de Petrópolis é local de diversas cervejarias nacionais, como a Therezópolis (da cervejaria St Gallen). Mas o estado inteiro respira cerveja, com rótulos como a Noi e a Serra Gelada;
  • Minas Gerais: Wäls tem sua sede lá, assim como a Falk e a Backer. Não se deixe enganar pelos queijos e pingas, há cerveja boa!

E são tantas mais que é um crime dizer que não existe cerveja de qualidade no país. Mas vale a crítica: muitas cervejarias nascem com o desejo de embarcar nessa onda de cervejas artesanais e acabam esquecendo de estudar e desenvolver suas receitas.

Você vai sim se deparar com cervejas ruins e de má qualidade, mas continue provando! Existirá sim uma cerveja incrível para você dentre as tantas que são criadas e feitas no Brasil. Viva o Descobrimento da Cerveja!