Old Foghorn

Um estilo com pouca saída, como é o English Barleywine, pede representantes expressivos. E como o estilo é bem representado pela Old Foghorn!

Fiz essa sidequest sozinho (Roonco) e devo dizer que não havia provado nenhuma cerveja do estilo English Barleywine. A Old Foghorn, da cervejaria Anchor Brewing Company, foi um ótimo primeiro contato e aguçou minha curiosidade sobre o estilo.

Na sidequest de hoje: Old Foghorn!
Na sidequest de hoje: Old Foghorn!

A história da microcervejaria é secular e fantástica. Fundada ainda no século XIX, teve vários altos e baixos, como o período da lei seca americana, trocou diversas vezes de dono, mas conseguiu chegar ao século XXI como um ícone da cerveja artesanal.

Você deve conhecer a cervejaria mais pela sua famosa Steam Beer, que até o Maurício Beltrameli já escreveu sobre em uma coluna da revista do Have a Nice Beer. Mas a Old Foghorn foi uma das 5 primeiras receitas criadas pela marca e vem sendo fabricada desde a década de 70.

É uma cerveja muito bonita, de cor cobre e de ótima transparência, coroada por uma espuma densa, persistente e bem formada, de coloração marrom. No aroma, notas maltadas bastante presentes, como caramelo, cereais e defumado, mas com um álcool bastante presente.

No paladar, o malte continua se destacando, acrescentando às notas o toffe e fortalecendo o defumado. Notas de frutas vermelhas, principalmente cereja, também se destacaram no gosto. O lúpulo é sutil, porém presente. Notas terrosas e herbáceas, lembrando orvalho e grama. Não poderia falta o álcool, ainda muito presente. O final é seco, com um amadeirado e um forte alcoólico.

A Old Foghorn é uma cerveja aveludada, quase como um licor. Sua carbonatação média não se traduz em crocância, mas sim em suavidade ao beber. De corpo médio, seu caráter fortemente alcoólico inibe o consumo acelerado ou exagerado. Esta é uma cerveja para se beber devagar e como digestivo. Uma ótima opção ao licor.

Por ter essa característica, sua harmonização é muito complexa. Eu arriscaria dizer frutas secas, como damasco e passas, mas não a escolheria para acompanhar nada, na verdade. Se você quiser arriscar, pense em harmonizar por equilíbrio e tenha em mente a força do álcool na Old Foghorn. Para quem aprecia, possivelmente um charuto possa casar bem com ela.

Mas e você? Já provou alguma Barleywine? O que acha do estilo? E da Foghorn? Comente, curta, compartilhe e siga!